A amizade que une, Owen, de nove anos e com uma doença degenerativa muito rara, a um cão , que foi salvo depois de o terem tentado matar amarrando-o a uma linha de comboio, tocou o coração dos portugueses que não quiseram deixar de partilhar a história nas redes sociais.

Ao fim da tarde desta quarta-feira,
um milhão e 300 mil pessoas viram a publicação no Facebook e nove mil partilharam a reportagem . Logo que a reportagem ficou disponível online, os likes, as partilhas e as visualizações tomaram proporções enormes. A média de visualizações foi de 1200 a 1600 por minuto nos sites TVI, TVI e IOL.

No grande ecrã, dois milhões de portugueses não perderam esta história de uma amizade improvável. Durante os oito minutos que durou a peça, o «Jornal das 8» de terça-feira chegou aos 37,9% de share .

Também o perfil do Haatchi foi invadido por mensagens de espectadores portugueses.

A TVI foi ouvir uma psicóloga para perceber esta reação do público. Helena Marujo explicou que os portugueses precisam de «âncoras» e esta reação a uma história tão comovente parte da necessidade de ouvir relatos que tragam confiança e esperança num futuro melhor.