O Tribunal de Ourique determinou o internamento compulsivo, em serviço de psiquiatria, da idosa que matou uma colega do lar com uma bengala, no domingo à noite, no lar da Misericórdia local, disse, nesta quarta-feira, à agência Lusa fonte policial.

De acordo com a mesma fonte, a mulher, de 69 anos, fica internada na ala psiquiátrica do hospital de Beja.

O regime de internamento compulsivo foi determinado pelo Tribunal de Ourique, onde a idosa foi presente, na terça-feira à tarde, a interrogatório judicial.

O alegado crime ocorreu cerca das 22:50 de domingo, no quarto que as duas idosas partilhavam no lar da Santa Casa da Misericórdia de Ourique, no distrito de Beja.

A alegada homicida "agrediu violentamente" a vítima, de 88 anos, com uma bengala, provocando-lhe a morte, segundo fonte policial.

A Santa Casa da Misericórdia de Ourique indicou, na altura, que a morte da idosa ocorreu "em circunstâncias ainda não devidamente esclarecidas".

Segundo a Misericórdia, a idosa que "alegadamente agrediu mortalmente a vítima estava a ser acompanhada pelo serviço de psiquiatria do hospital de Beja, que lhe concedeu altas consecutivas".

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ).