As autoridades estão a investigar o aparecimento de um saco com ossadas humanas numa horta no lugar de Casalinhos, aldeia do Pego, Abrantes, disse esta quarta-feira à Lusa fonte da Polícia Judiciária (PJ) de Leiria.

«A Polícia Judiciária foi chamada ao local e as ossadas encontradas são humanas, pelas evidências detetadas no terreno. Tudo o que foi encontrado foi remetido para o Instituto de Medicina Legal, para as devidas análises laboratoriais», acrescentou a mesma fonte.

«Não existem, para já, indícios que apontem para uma situação de foro criminal», referiu, lembrando que existe um cemitério nas proximidades, a cerca de três quilómetros de distância.

Agora, indicou, só as análises do Instituto de Medicina Legal poderão revelar algo mais em concreto.

A proprietária do terreno agrícola, com muito arvoredo, silvados e de difícil acesso, Florinda Fontinha, 72 anos, disse à agência Lusa que, «depois de cortar um dos silvados, ficou à mostra um saco de adubo».

«Não tive coragem para mexer no saco assim que o encontrei, mas depois de mexer com uma foice o saco abriu e deu para ver um crânio e parte do esqueleto. A partir daí não quis saber de mais nada e fui chamar uns vizinhos e as autoridades», contou.