A GNR volta a intensificar, a partir de hoje e até domingo, as ações de patrulhamento e fiscalização aos utentes das vias rodoviárias, nomeadamente no sul do país. O início da segunda quinzena de julho significa fim de férias para uns e início de férias para outros, pelo que as estradas deverão estar mais concorridas.

Daí que, nos três dias da Operação Hermes - Viajar em Segurança, as ações de patrulhamento serão direcionadas sobretudo para a zona sul, onde estão muitos dos locais de veraneio

Os militares estarão atentos a:

  • condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas
  • excesso de velocidade
  • utilização indevida do telemóvel
  • manobras perigosas

Na primeira fase da operação, que decorreu no início do mês, a GNR registou 623 acidentes de viação, mais 93 do que no ano passado. Houve, contudo, menos mortos e menos feridos graves.

Em termos de detenções, há a contabilizar nesse período 110 pessoas por conduzirem com uma taxa de álcool superior ao permitido, e mais 21 por falta de carta de condução.

Foram ainda detetadas 3.266 infrações, a maior parte (1.500) por excesso de velocidade, mas também por uso de telemóvel (101), por condução com excesso de álcool e por falta de cinto de segurança.