Mais de 1.200 militares da GNR vão fiscalizar, na sexta-feira, em todo o país, o uso dos cintos de cintura, das cadeirinhas de crianças e do telemóvel durante a condução, indicou esta quinta-feira a corporação.

Serão realizadas 513 ações direcionadas para as vias situadas no interior das localidades e próximas das escolas, estradas nacionais, regionais e municipais, onde as infrações de falta de cinto de segurança e de cadeirinhas para crianças e uso do telemóvel são mais frequentes.

A GNR detetou, entre janeiro a setembro deste ano, 15.964 infrações por uso de telemóvel durante a condução, 16.553 infrações por falta de uso de cinto de segurança e 1.302 infrações por falta de cadeirinhas para crianças.

Num comunicado citado pela Lusa, a GNR refere que, apesar da diminuição do número destas infrações, continua a ser prioridade «a alteração destes comportamentos com o objetivo de diminuir os números da sinistralidade rodoviária, bem como as suas consequências».