Mais de três mil militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) vão estar a partir desta segunda-feira nas estradas portuguesas numa operação de fiscalização de veículos pesados de mercadorias e passageiros, anunciou aquela força policial.

A GNR adianta, em comunicado, que a operação «TISPOL/ ECR - Truck and Bus», decorre entre os dias 06 e 12 de outubro, «nas vias com maior volume de tráfego deste tipo de veículos e onde existem indícios da prática de ilícitos de natureza criminal».

Nas estradas vão estar 3.305 militares dos comandos territoriais, da Unidade Nacional de Trânsito, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente e da Unidade de Ação Fiscal, que vão levar a cabo 1.421 ações de fiscalização.

A operação irá incidir sobretudo «no controlo do peso e dos tacógrafos - tempos de condução, pausas, tempos de repouso, viciação e manipulação -, na verificação do acondicionamento e transporte de carga, nas condições técnicas dos veículos, na condução sob efeito do álcool e na deteção de infrações de natureza fiscal, aduaneira e ambiental».

Algumas das ações de fiscalização vão ser realizadas em conjunto com a Guardia Civil espanhola, nomeadamente nas fronteiras de Valença, Quintanilha, Vilar Formoso, Caia e Vila Real de Santo António, acrescenta a GNR.

A operação enquadra-se no plano da European Traffic Police Network (TISPOL), organismo que junta todas as polícias de trânsito da Europa, no qual a GNR é representante nacional, e do Euro Controle Route (ECR), um grupo de serviços de controlo das estradas europeias cujo objetivo é o de melhorar a segurança rodoviária, refere o comunicado enviado à Lusa.