A GNR detetou 820 condutores em excesso de velocidade durante uma operação realizada nas autoestradas entre as 08:00 e as 20:00 de domingo.

Durante a operação «Mercúrio» foi controlada a velocidade a 45.506 condutores, dos quais 820 estavam a circular em excesso de velocidade, refere a GNR numa nota de balanço da ação de fiscalização realizada nas autoestradas.

Durante a operação de controlo de velocidade, a GNR deteve ainda um condutor por conduzir com excesso de álcool e registou 617 autos de contraordenação.

A Guarda Nacional Republica intensificou o patrulhamento e a fiscalização do controlo de velocidade, entre as 08:00 e as 20:00 de domingo, tendo orientando a operação para as autoestradas, «onde as infrações por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação».

Na operação estiveram mobilizados 275 militares da Unidade Nacional de Trânsito da GNR, que equipados com todos os meios fixos e móveis de controlo de velocidade operacionais realizaram cerca de 132 ações para combater a sinistralidade rodoviária associada ao excesso de velocidade.

153 detenções durante o fim de semana em todo o país

A GNR deteve 153 pessoas em operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária realizadas durante o fim de semana em todo o país.

Numa nota, a corporação adianta que das 153 detenções, 88 foram por condução sob efeito de álcool, 25 por condução sem habilitação legal, cinco por tráfico de droga, quatro por furto, duas por posse ilegal de armas e uma por posse de arma proibida.

As detenções foram feitas pelos militares da GNR durante o fim de semana no âmbito de um conjunto de operações de prevenção e combate à criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária nos distritos de Aveiro, Beja, Bragança, Faro, Leiria, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Vila Real.

Durante o fim de semana, a Guarda Nacional Republicana elaborou também 149 autos de notícia e 1.834 autos de contraordenação.

Os militares da GNR apreenderam ainda 227 doses de heroína, 80,15 doses de haxixe, quatro armas de fogo, quatro armas brancas, 2.720,45 euros em numerário, 50 munições de diversos calibres, sete aves exóticas e 900 peças de artigos contrafeitos no valor total de 9.800 euros.