Cerca de 5.500 militares da GNR vão reforçar o patrulhamento das estradas, a partir de sexta-feira, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária e regular o trânsito durante o período do carnaval, indicou esta quinta-feira a corporação.

Durante a operação «Carnaval 2015», que se prolonga até terça-feira, a GNR vai intensificar o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, orientando as ações para as estradas mais críticas, com «especial incidência para as vias que convergem para os locais onde tradicionalmente ocorrem festividades carnavalescas».

Em comunicado, a GNR adianta que estão mobilizados para a operação cerca de 5.500 militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, que vão realizar «ações de caráter preventivo, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança».

Os militares da GNR vão estar «especialmente atentos» à velocidade, condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas, não utilização do cinto de segurança e cadeirinhas para crianças e falta de habilitação legal para conduzir.

Durante a operação «Carnaval 2014», a GNR registou 944 acidentes, oito mortos, 16 feridos graves e 263 feridos ligeiros.

A Guarda Nacional Republicana refere ainda que na operação de carnaval deste ano vai ter «um empenhamento intensivo e criterioso dos seus recursos, humanos e materiais, de modo a garantir uma maior capacidade de intervenção».