A Guarda Nacional Republicana vai intensificar, de quinta-feira a domingo, o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e proporcionar aos cidadãos deslocações em segurança.

Durante a "Operação Páscoa 2016", a Guarda Nacional Republicana (GNR) vai estar, sobretudo, atenta ao excesso de velocidade, à condução sob efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas, à incorreta utilização do cinto de segurança e à incorreta ou não utilização de cadeirinhas para transporte de crianças, e à falta de habilitação para conduzir, como refere um comunicado daquela força de segurança, hoje divulgado.

A GNR acrescenta que irá também ter especial atenção ao não cumprimento das regras de trânsito, sobretudo no que respeita à distância de segurança, cedência de passagem, manobras de ultrapassagem, mudança de direção e inversão do sentido de marcha.

No ano passado, durante a "Operação Páscoa 2015", os 668 acidentes resultaram em seis mortos, 18 feridos graves e 202 feridos ligeiros.