Menos mortos e mais acidentes, é o balanço provisório da operação da Guarda Nacional Republicana neste período de mini-férias da Páscoa. A GNR contabilizou, nas primeiras 72 horas da operação Páscoa, duas vítimas mortais e 20 feridos graves nas estradas portuguesas. 

Há ainda a acrescentar 213 feridos ligeiros, consequência de 653 acidentes em três dias. 

Numa comparação com o ano de 2015, constata-se que houve menos dois mortos do que no período homólogo, mas mais três feridos graves e mais 42 ligeiros. 

O número de acidentes também cresceu em relação ao ano anterior. Nos primeiros dias de operação registaram mais 112 acidentes do que em 2015. Ontem foi um dia com muitos acidentes, segundo disse fonte da GNR à tvi24, um dia em que as condições meteorológicas também se agravaram. 

Este domingo vão estar na estrada 1200 militares da GNR, em operações de fiscalização e patrulhamento. Para o final da tarde está previsto um aumento do tráfego nas autoestradas A1, A2, A25, A22 e A23. 

A operação Páscoa termina às 24:00 deste domingo.