A Unidade de Ação Fiscal (UAF) da GNR encerrou, neste fim de semana, um casino ilegal que funcionava num armazém em Olhão, no Algarve, apreendendo mais de 50 mil euros.

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira, a UAF indica que, no decurso da operação, foram constituídas arguidas 12 pessoas e apreendidos 53.210 euros, 1.080 de fichas de jogo de vários valores e duas mesas de jogo de póquer, entre outros equipamentos e material de jogo.

A operação teve origem numa investigação por exploração ilícita de jogo e fraude fiscal liderada pelo Destacamento de Ação Fiscal de Faro, que já decorria há um ano.

O material apreendido resultou da realização de seis buscas, uma delas no casino ilegal, que funcionava num armazém, duas domiciliárias e três em viaturas.

Dos arguidos, com idades entre os 33 e os 58 anos, nove estão indiciados pela prática de jogo ilegal e três por exploração ilícita de jogo e de fraude fiscal.

Esta ação da Unidade de Ação Fiscal contou com o apoio do Comando Territorial de Faro da GNR e do Comando Distrital da PSP de Faro.