O Tribunal de Oeiras condenou um homem a 25 anos de prisão pelo homicídio de uma mulher em novembro de 2012, em Porto Salvo (Oeiras), segundo uma nota divulgada hoje pela Procuradoria-geral Distrital de Lisboa.

Datada de 11 de outubro, a condenação inclui os crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver, incêndio e furto.

«Fixou-se a pena única em vinte e cinco anos de prisão atento o limite máximo legal da pena», lê-se na informação divulgada na página da Internet da procuradoria.

O arguido, que mantinha uma relação amorosa com a vítima, terá ainda de pagar uma indemnização de 110 mil euros por danos não patrimoniais e de mais de 8.500 euros por danos patrimoniais, a que acrescem juros.

O condenado, após uma discussão, asfixiou a vítima na cama e depois esfaqueou-a e ateou fogo ao leito, carbonizando o corpo.

O homem abandonou a casa com objetos de ouro da vítima, que vendeu.