Um trabalhador de 51 anos morreu hoje em Vila Real de Santo António, no Algarve, ao ser atingido por várias placas de vidro que estavam a ser mudadas de sítio, no complexo desportivo local, disse fonte da Proteção Civil.

O homem pertencia a “uma empresa subempreiteira que estava a fazer a mudança de um campo de paddel” de um local para outro, dentro do espaço do complexo desportivo de Vila Real de Santo António, precisou a mesma fonte.

“Quando estavam a transportar as placas para as mudar de local, os vidros caíram e atingiram o homem”, contou a fonte da Proteção Civil em declarações à agência Lusa.

No momento estavam a ser mudadas de sítio “seis placas de vidro, com um peso de mais de 100 quilogramas cada”, quantificou.

As equipas de socorro ainda chegaram a prestar assistência ao trabalhador atingido, “tendo transportado a vítima para o Serviço de Urgência Básica de Vila Real de Santo António em manobras de reanimação”, mas o óbito acabou por ser declarado na unidade de saúde, situado a escassas centenas de metros do local do incidente.

O paddel é um desporto que se disputa com raquetes e com uma rede, à semelhança do ténis, num campo rodeado por vidros que permitem que a bola ressalte enquanto se disputam os pontos.