A atriz Clarisse Belo, que participou nas telenovelas «Vila Faia» e «Origens», faleceu na sexta-feira passada em Lisboa, disse hoje à Lusa fonte próxima da família.

A atriz contracenou, entre outros, com Rogério Paulo, Raul Solnado e David Silva.

Em 1969, Clarisse Belo substituiu, por razões de saúde, a atriz Henriqueta Maia no elenco da revista «Elas é que sabem», no Teatro ABC, em Lisboa.

A atriz fez parte do elenco de «O dinheiro dos pobres» (1956), de Artur Semedo, no qual contracenou com, entre outros, Vasco Santana, António Silva, Carlos Wallenstein, Joaquim Rosa e Armando Cortez.

O outro registo cinematográfico da carreira da atriz é a gravação em filme, por Fernando Garcia, da revista «Agora é que são elas», de 1953, que esteve em cena no Teatro Avenida e que foi um sucesso. O elenco da revista era inteiramente constituído por atrizes, nomeadamente Milú, Alzira Camargo, Elvira Velez, Juanita Cuenca, Arminda Vidal, Nina Monteiro e Clarisse Belo.

Clarisse Belo participou nas primeiras telenovelas da RTP, «Vila Faia» (1982) e «Origens» (1983).

O corpo da atriz é velado hoje na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Lisboa, realizando-se o funeral no domingo às 13:30 no Cemitério de Benfica em Lisboa, disse à Lusa a mesma fonte.