Trata-se de uma sociedade de investimento cujo acrónimo corresponde a “Here be Dragons”, expressão utilizada deste tempos medievais para assinalar novas terras no mapa mundo e que significava que eram territórios inexplorados e perigosos.

Esta sociedade foi criada por Mark Shuttleworth como forma de iniciar o projecto africano de tornar a ilha do Príncipe num modelo de desenvolvimento sustentável. A HBD tem um hotel em S.Tomé e concessões de duas roças ( Sundy e Paciênica) e oito praias, maioritariamente na Ilha do Príncipe.

Nuno Rodrigues é o CEO da empresa desde o seu nascimento, há mais de 4 anos.
 
Pode ver aqui a entrevista sobre os efeitos dos investimentos em S.Tomé e Príncipe, os planos e receios para o futuro, numa altura em que vários quadros portugueses estão a ser afastados das operações no território africano de língua oficial portuguesa.



VEJA TAMBÉM:

Repórter TVI: O Homem da Lua