A eletricidade regressou esta quinta-feira à aldeia de Nuzedo depois de dois dias sem luz e de um Natal às escuras devido ao mau tempo, disse o presidente da Junta de Freguesia de Vila Pouca de Aguiar.

Adelino Machado explicou à agência Lusa que a luz falhou na aldeia cerca das 15:00 de terça-feira, dia de consoada, e que só hoje é que a situação regressou à normalidade.

«E afinal foi só o disjuntor geral que disparou, mais nada. Foi só chegar lá e ligar», salientou.

O autarca lamentou que a população tenha ficado dois dias sem eletricidade e salientou que se contabilizam «prejuízos», principalmente a nível da alimentação, devido às arcas e frigoríficos que estiveram todo este tempo sem funcionar.

Adelino Machado disse ainda que está a fazer uma contabilização destes prejuízos, para depois enviar um «abaixo-assinado para a EDP».

O presidente da junta atribui esta falha na luz ao mau tempo que se fez sentir na terça-feira, dia de muita chuva e vento.

Adelino Machado referiu ainda que logo após a falha contactou a EDP, que terá dito que já tinha equipas no terreno a averiguar as avarias, mas só hoje é que a situação foi normalizada.

Este foi, segundo o autarca, um «Natal às escuras» para os cerca de 160 residentes de Nuzedo, em volta das lareiras e iluminado por velas.

A luz falhou ainda em outras aldeias do concelho de Vila Pouca de Aguiar, tratando-se de situações que foram sendo resolvidas.