«A sopa é importantíssima na nossa alimentação», afirmou a nutricionista. «A sopa é uma forma de ingerirmos muitos minerais e vitaminas, que muitas vezes perdem-se na água», acrescentou a Dra. Helena.

Apesar de ser muitas vezes «esquecida e ingerida ocasionalmente», a nutricionista alerta para a importância de ingerir sopa todos os dias.

 

Helena explica que como a sopa é um líquido quente dá uma sensação de saciedade e permite comer em menor quantidade, sendo assim mais fácil controlar o apetite. Este prato, de poucas calorias, deve ser diversificado, sendo necessário misturar-se vários legumes.

 

O caldo deve ser feito com a menor quantidade de batata, deve-se tentar fazer sopas diferentes e utilizar cinco legumes diversos, como cebola, courgette, chuchu, abóbora e couve, são alguns conselhos dados pela nutricionista.

 

«A sopa é um grande veículo de sal, sendo um dos pratos mais difíceis de retirar o sal», avisa a nutricionista, explicando que é possível substituí-lo por ervas aromáticas como coentros, manjericão e salsa. No entanto, Helena explica que as ervas devem ser colocadas no final, não devendo ser fervidas, para o aroma abrir e não ficarem cozidas.

 

Quanto às sopas em pó, a nutricionista avisa que não são para ser consumidas todos os dias, mas que não há problema em serem utilizadas e até defende que mais vale comer uma sopa dessas do que não comer nenhuma.