A neve que cai desde esta manhã em Bragança levou ao encerramento de seis escolas no concelho.

Num balanço feito cerca das 11:00, a Câmara de Bragança deu conta de que “todas as escolas do concelho abriram como normalmente, à exceção das de Izeda, Parada, Salsas, Santa Comba de Rossas, Quintanilha e Gimonde”.

Todas estas escolas estão localizadas em aldeias e “não abriram por falta de professores e auxiliares”, segundo a justificação avançada pelo município, que acrescenta que “grande parte do transporte escolar foi efetuado com normalidade”.

A autarquia dá conta de que tem no terreno o serviço municipal de Proteção Civil com “dois limpa-neves, quatro carrinhas e 24 pessoas, a realizar trabalhos de prevenção e de limpeza das vias, no meio urbano”.

O município cita “informação oficial da GNR” para adiantar que “não há estradas municipais cortadas ao trânsito, verificando-se, no entanto, o condicionamento em algumas vias”.

A mesma informação foi confirmada pelo Comando Distrital da GNR de Bragança, com a indicação de que há algumas estradas “condicionadas”, nomeadamente na zona do Portelo, Espinhosela, Gondesende” e que durante a manhã foi necessário cortar o trânsito na Nacional 206.

Esta estrada liga Bragança a Torre de Dona Chama e, em condições climatéricas como as de hoje, é das primeiras com constrangimentos por atravessar a Serra da Nogueira, um dos pontos do concelho onde a neva começa a cair.

Dentro da cidade de Bragança, segundo informação da PSP, está tudo calmo, apesar das dificuldades de circulação devido a alguma acumulação de neve.

Bragança é um dos distrito que se encontra sob aviso amarelo devido à previsão de queda de neve, passando a chuva a partir do meio dia, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).