A embarcação que naufragou ao início da manhã desta terça-feira na barra da Armona, está a ser alvo da segunda tentativa de recuperação, disse à Lusa o comandante da Capitania do Porto de Olhão, Nunes Ferreira.

 

Segundo as informações obtidas por aquela capitania, a embarcação de pesca, com sete metros, e os seus dois tripulantes preparavam-se para ir para a apanha de bivalves com ganchorra quando a embarcação naufragou, tendo causado a morte a um dos pescadores.

 

O pescador sobrevivente está em situação clinica estável e a ser assistido no Hospital de Faro, adiantou o comandante Nunes Ferreira.

 

As autoridades esperam ter a embarcação recuperada no início da tarde de hoje e estão a investigar as circunstâncias do naufrágio.

 

À Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Olhão disse que as condições meteorológicas na barra da Armona, entre as 06:00 e as 07:00 de hoje, ou seja, vento relativamente forte de sudeste e a maré a vazar, podem estar na origem do acidente.

 

Os dois tripulantes foram ajudados por duas embarcações de pesca que se encontravam no local, mas um dos homens foi já recolhido sem vida da água.