As autoridades decidiram interromper a operação de recuperação de uma embarcação que naufragou ao início da manhã na barra da Armona, Olhão, disse à agência Lusa o comandante da Capitania do porto local, Nunes Ferreira.

 

Durante a manhã, a Autoridade Marítima tentou por duas vezes, sem sucesso, recuperar a embarcação, trabalho que era para ter sido retomado à tarde, mas a agitação marítima e o facto de agora escurecer mais cedo obrigaram ao adiamento do plano para quarta-feira, acrescentou aquele responsável.

 

De acordo com o comandante Nunes Ferreira, quando a equipa se preparava para iniciar uma terceira tentativa de resgate da embarcação, apercebeu-se de que não conseguiria terminar a operação antes do final do dia desta terça-feira, tendo optado por adiar os trabalhos para quarta-feira.

 

Os dois tripulantes da embarcação, com sete metros, preparavam-se para ir para a apanha de bivalves com ganchorra quando se deu o naufrágio, que causou a morte a um dos pescadores.

 

O pescador sobrevivente está em situação clínica estável e a ser assistido no Hospital de Faro.