Um iate naufragou esta segunda-feira ao largo da Figueira da Foz, em frente à praia da Leirosa, sul do rio Mondego, sem causar mortes ou feridos, disse à agência Lusa o comandante do porto da Figueira da Foz, Silva Rocha.

O iate está registado em Espanha e os dois tripulantes, de 37 e 43 anos, que se salvaram pelos seus próprios meios, têm também nacionalidade espanhola.

Viajavam de Vigo para Alicante, disse a mesma fonte, com paragem em vários portos portugueses.

Silva Rocha disse ter havido uma explosão a bordo e a embarcação naufragou. O comandante explicou ainda que os tripulantes saltaram para uma pequena lancha de apoio que estes iates têm e dirigiram-se para a barra da Figueira da Foz.

“Chegaram à Figueira da Foz pelos seus próprios meios”, disse.

Os tripulantes, aparentemente, não tiveram tempo de lançar qualquer alerta, explicou também Silva Rocha.

Fonte portuária, por outro lado, disse à Lusa que os dois sobreviventes foram avistados à entrada da barra por pilotos da barra, que alertaram as autoridades.

Silva Rocha disse também que a embarcação está naufragada, mas com a proa de fora de água e que no local está a embarcação do Instituto de Socorros a Náufragos e que entretanto foi emitido um aviso à navegação sobre o acontecimento.

Os tripulantes, acrescentou, estão a ser ouvidos no comando local da polícia marítima.

Às 10:00, a embarcação "Pai Eterno", que regressava da safra, também se apercebeu do naufrágio e alertou as autoridades, disse António Lé, da Cooperativa Centro-Litoral.