Uma embarcação de recreio virou-se, esta segunda-feira, a cerca de uma milha de Ponta Garça, nos Açores, e uma das vítimas teve de ser reanimada após uma paragem cardíaca, disseram à Lusa fontes das forças de socorro.

Segundo o capitão do porto de Ponta Delgada, Martins da Cruz, foram as próprias pessoas a bordo da embarcação que deram o alarme, tendo sido conduzidos para terra por uma embarcação civil que se encontrava na zona de Ponta Garça, freguesia do concelho de Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel.

São ainda desconhecidas as causas do acidente, ainda de acordo com o capitão do porto de Ponta Delgada, estando-se a desenvolver esforços para trazer a embarcação para terra, devido ao perigo que constituiu para a navegação, bem como para proceder à necessária peritagem.

De acordo com o comandante dos bombeiros de Vila Franca do Campo, Jorge Coutinho, as três pessoas que se encontravam a bordo serão familiares.

Uma delas entrou em paragem cardíaca, mas foi reanimada por elementos da corporação e conduzida ao hospital.

Os dois restantes elementos que seguiam a bordo da embarcação encontram-se estáveis, ainda segundo o comandante Jorge Coutinho.