Ricardo Quarema dedicou hoje o terceiro lugar da Seleção Nacional na Taça das Confederações à família de Sacavém, em particular ao amigo de infância, Sérgio, que perdeu a vida no incêndio de Pedrogão Grande, na malfadada Nacional 236-1.

No blogue oficial, o jogador conta a história de Sérgio, o amigo de infância com quem jogou futebol quando era pequeno no bairro da Fonte em Sacavém. 

Amigos, antes de mais nada quero agradecer o apoio que nos deram, fizemos o nosso melhor, é certo que não chegou, mas, não voltamos para casa de mãos a abanar e vamos continuar a trabalhar para dar mais alegrias aos portugueses. O Sérgio, tal como eu, saltou muitas vezes a vedação da escola do Covo, no bairro da Fonte em Sacavém, a nossa vontade de jogar futebol era mais forte do que qualquer rede", disse Quaresma.

Portugal derrotou este domingo o México no jogo de terceiro e quatro lugares da Taça das Confederações. 

No Twitter, Quesma escreveu que dedicava a medalha:

https://t.co/1MAnlFDKm5 Sérgio, a Lígia, a Bianca de quatro anos e o Martim de dois, toda uma família vítimas do incêndio de Pedrogão.

O casal e os dois filhos estão de férias na zona dos incêndios e tinham passado o dia na praia da Roca.

Esta não é a primeira homenagem pública que se presta a esta família jovem. Pai, mãe e dois filhos estão a ser homenageados com um mural em Sacavém. A ideia partiu de amigos de infância que escolheram um local especial do bairro da "Fonte Perra" para os eternizar na lembrança, também, de quem ali passa. Um lugar especial para os amigos, mesmo ao pé da escola onde Sérgio (o pai) andou e no bairro onde cresceu.