A Polícia Judiciária deteve um grupo de cinco homens suspeitos de em 2016 assaltarem caixas multibanco, fazendo-as explodir, em vários concelhos da região Oeste.

A PJ anunciou a detenção, a 24 de janeiro, de três elementos e esta quarta-feira de outros dois que acredita serem os “restantes elementos que faziam parte” do grupo.

Entre setembro e novembro de 2016, o grupo é suspeito de se dedicar à prática de crimes de roubo de caixas multibanco, que fazia explodir, e ainda furto qualificado e furto de uso de veículo e de dano.

Os suspeitos furtavam na região os veículos que usavam nos assaltos e ainda “garrafas de astileno” que usavam para fazer explodir as caixas multibanco.

Os crimes, considerados “violentos”, ocorreram em várias localidades da região Oeste, nomeadamente nos concelhos de Peniche, Lourinhã, Óbidos, Caldas da Rainha, e ainda Porto de Mós, mais a norte.

A PJ acredita que o grupo pode estar ainda associado a outros crimes do género ocorridos na região nessa altura.

Durante a operação policial, foram apreendidos diversos objetos relacionados com os crimes praticados.

Todos os suspeitos, entre os 23 e os 46 anos, aguardam julgamento em liberdade, sujeitos a termo de identidade e residência e apresentações periódicas no posto policial da área das suas residências.