A Polícia Judiciária (PJ) deteve uma funcionária pública, de 50 anos, suspeita da prática de crimes de corrupção passiva, comunicou esta sexta-feira a força de investigação criminal.

A funcionária pública está acusada de, a troco de «avultadas contrapartidas pecuniárias, salvaguardar sociedades comerciais de quaisquer ações de fiscalização».

A detida foi presente ao primeiro interrogatório e ficou sujeita ao termo de identidade e residência, além de suspensão de funções, proibição de contactos e de acesso ao local de trabalho.

A denúncia da atividade criminosa partiu da entidade pública, que, por sua vez, tinha recebido queixa.