Uma mulher de 31 anos foi detida no Aeroporto da Madeira com heroína no interior do organismo suficiente para cerca de 5.700 doses individuais, revelou a Polícia Judiciária em comunicado. A detenção, efetuada pelo Departamento de Investigação Criminal do Funchal, ocorreu «no final da passada semana».

Segundo o mesmo comunicado, a mulher, que chegou à Madeira num avião proveniente de Lisboa, está indiciada pela prática de um crime de tráfico de estupefacientes.

Segundo a Lusa, a mulher esteve durante os últimos dias no hospital Dr. Nélio Mendonça para expelir o produto estupefaciente, na ordem dos 600 gramas, referiu a mesma fonte.

Depois de presente esta segunda-feira às autoridades judiciais, a detida ficou a aguardar o desenrolar da investigação em prisão preventiva, refere a informação da PJ.