A trasladação dos corpos dos 12 portugueses que morreram quinta-feira num acidente rodoviário em França irá ocorrer até ao final da manhã desta terça-feira, disse à Lusa fonte governamental.

A assessoria do secretário de Estado das Comunidades garantiu à agência Lusa que o processo de trasladação está em curso, sendo que a viagem para Lisboa irá ter início até ao final da manhã de hoje.

Os corpos serão transportados em sete carros funerários, segundo a vontade da família.

O secretário de Estado das Comunidades, José Luis Carneiro, já se encontra em Moullins, localidade francesa onde ocorreu o acidente, tendo prestado uma primeira homenagem aos mortos.

As 12 vítimas, com idades entre os 07 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha ligeira de passageiros em que seguiam e um veículo pesado.

O veículo em que seguiam os portugueses saiu da Suíça por volta das 21:00 de quinta-feira e tinha como destino Portugal.

O condutor da carrinha envolvida no acidente, de 19 anos, também português e o úncio sobrevivente do acidente, continua hospitalizado numa unidade psiquiátrica e ainda não foi ouvido pelas autoridades.

O condutor sofreu uma fratura num pulso e é o único sobrevivente entre os ocupantes da carrinha envolvida no acidente, que ocorreu cerca das 23:45 de quinta-feira passada na estrada nacional N79, perto da cidade francesa de Lyon, na localidade de Moulins.

Entretanto, a Liberty Seguros anunciou segunda-feira que assegura a trasladação para Portugal dos corpos dos 12 cidadãos portugueses invocando que a decisão se deveu a “razões de natureza puramente humanitária e de respeito profundo pela dor dos familiares e amigos das vítimas”.