A GNR deteve 30 condutores e multou 315 durante a operação “Moto” realizada no domingo nas estradas com maior intensidade de tráfego de motociclos, indicou esta segunda-feira a corporação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que 12 condutores foram detidos por falta de habilitação legal para conduzir e 13 por excesso de álcool.

Durante a operação “Moto”, a GNR detetou 315 contraordenações, das quais 172 por excesso de velocidade, 31 por condução com uma taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 13 por falta de seguro e sete por falta ou incorreta utilização do capacete.

No domingo, cerca de mil militares da GNR reforçaram a fiscalização aos motociclos nas estradas com maior intensidade de tráfego destes veículos e onde há um risco acrescido de acidentes.

A operação teve como objetivo proporcionar aos utentes das vias uma maior segurança e sensibilizar os motociclistas para uma condução responsável.