Uma criança morreu e duas ficaram gravemente feridas, esta sexta-feira, num acidente envolvendo a Moto-4 em que seguiam na povoação de Casal Novo, Penela.

Segundo confirmaram a GNR e o CDOS de Coimbra à TVI, o acidente ocorreu ao final da tarde, pelas 18:35, numa estrada do concelho de Penela.

Fonte do CDOS precisou que uma das crianças, com quatro anos, morreu no local e que os outros dois menores, com cinco e sete anos, foram transportadas para o Hospital Pediátrico de Coimbra.

«As três crianças iam a passear na moto-4, o condutor entrou em despiste e foram projetadas. Como não levavam capacete, sofreram ferimentos muito graves e uma faleceu no local», disse à Lusa Raul Vasconcelos, comandante dos Bombeiros Voluntários de Penela.

A criança que morreu é portuguesa e as duas gravemente feridas são irlandesas, a mesma nacionalidade do condutor da moto-4.

Ainda de acordo com a mesma fonte, o condutor «abandonou o local e fugiu», tendo mais tarde sido detetado pela GNR e levado para o posto territorial daquela força policial. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra indicou que o homem se entregou voluntariamente às autoridades.

Entretanto, segundo avança a agência Lusa, já este sábado, que cita Fonte do Comando Territorial da GNR de Coimbra o homem detido na sequência do acidente, foi presente ao tribunal de Coimbra e ficou com termo de identidade e residência por determinação do juiz.

Ao local do acidente acorreram 18 homens e oito viaturas, entre as quais quatro ambulâncias, dos bombeiros de Penela, duas viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e meios da GNR, que tomou conta da ocorrência.

De acordo com um comunicado do Hospital Pediátrico de Coimbra enviado este sábado de manhã aos órgãos de comunicação social, os dois menores feridos «estão internados nos cuidados intensivos» daquela unidade.

A criança de cinco anos está «em estado crítico». «Foram feiras manobras de reanimação no local do acidente e já à entrada no hospital, tendo sido possível reanimá-la», lê-se no comunicado.

Já o outro menor, de sete anos, «tem múltiplas fraturas, foi intervencionada, está estável e com prognóstico reservado».

Notícia atualizada