A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai estar na estrada entre 16 e 18 de agosto para fiscalizar motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos, com 2223 militares a controlar velocidade, nível de álcool no sangue, uso de capacete, entre outros aspetos.

A operação de fiscalização, que vai decorrer em todo o território nacional, vai centrar-se sobretudo nas «vias com maior intensidade de tráfego deste tipo de veículos e onde existe um risco acrescido de acidente», refere a GNR em comunicado.

«Com o objetivo de reduzir a sinistralidade rodoviária e de proporcionar aos utentes das vias uma maior segurança, estão previstas 1015 ações de caráter preventivo», informou a GNR, que recordou ainda os números da sinistralidade rodoviária em 2012 no que diz respeito a veículos de duas rodas.

«[Em 2012] foram registados 137 mortos, 368 feridos graves e 75 feridos leves. No primeiro semestre de 2013, dos 32 750 acidentes registados, em 1896 estiveram envolvidos motociclos ou ciclomotores, dos quais resultaram 36 mortos e 122 feridos graves», lê-se no comunicado.