Um homem de 61 anos morreu esta sexta-feira na sequência de um atropelamento ferroviário na linha do Minho, em Gondomar, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto.

De acordo com o CDOS, pelas 05:30, “um atropelamento ferroviário em Gondomar causou uma vítima mortal” e o acidente deixou a circulação de comboios “cortada nos dois sentidos” durante cerca de duas horas e meia, até às 07:15.

Os Bombeiros da Areosa – Rio Tinto adiantaram ter sido chamados para um acidente ferroviário que provocou um morto de 61 anos na rua do Caneiro, em Rio Tinto, concelho de Gondomar, distrito do Porto.

Fonte do CDOS indicou que o alerta foi dado pela REFER – Infraestruturas de Portugal e que acorreram ao local três viaturas daquela corporação de bombeiros, uma viatura médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a PSP.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter informações da REFER sobre o sinistro.