Um adolescente morreu afogado na lagoa das Sete Cidades, na ilha de São Miguel, nos Açores, na terça-feira, quando brincava com dois amigos naquela zona, disse esta quarta-feira à Lusa o comandante dos bombeiros de Ponta Delgada.

Segundo Emanuel Sousa, o rapaz, de 15 anos, mergulhou nas águas da lagoa, na terça-feira à tarde, e não voltou à superfície. Perante a demora, os dois amigos que estavam com ele pediram ajuda às autoridades.

No local, e depois de os bombeiros terem recebido o alerta por volta das 18:00, esteve uma moto de água e uma equipa de mergulhadores, que encontraram o corpo a uma profundidade de quatro metros.

Emanuel Sousa afirmou que é frequente haver pessoas a nadar ou a fazer desportos náuticos nas lagoas das Setes Cidades, apesar de não ser considerada uma zona balnear e, por isso, não haver vigilância.

O comandante dos bombeiros disse que as pessoas «arriscam» e há por vezes casos de mortes, lembrando que as lagoas têm algas que podem prender quem nada e que, por serem de água doce, a «flutuabilidade» é diferente do que acontece no mar.