O general António de Silva Cardoso, antigo alto comissário em Angola em 1975, morreu hoje em Lisboa, aos 86 anos, vítima de doença prolongada, disse à Lusa o seu neto.

Nascido em Tomar em 1928, o general esteve na Marinha e na Força Aérea e, entre janeiro e agosto de 1975, foi alto comissário em Angola. Foi também adido militar na Alemanha, comandante-chefe da Força Aérea nos Açores e presidente do Supremo Tribunal Militar.

Silva Cardoso escreveu dois livros: «Angola, Anatomia de uma Tragédia» e «25 de Abril: A Revolução da Perfídia».

O general morreu esta sexta-feira, vítima de doença prolongada, em Lisboa, onde se encontrava «internado há algum tempo», disse à Lusa o neto Tiago Cardoso Castanheira Nunes.

O corpo encontrava-se esta noite em câmara ardente na igreja de Nossa Senhora do Rosário, junto aos Pupilos do Exército. No sábado, pelas 11:00, realiza-se uma missa, saindo o corpo pelas 14:30 em direção a Pedreira, Tomar, onde será enterrado com honras militares da Força Aérea.