A bailarina britânica Paula Gareya, que fez parte da Companhia de Bailados Verde Gaio e que colaborou com a Companhia Nacional de Bailado, morreu esta quinta-feira de madrugada, aos 84 anos, em Setúbal, vítima de doença prolongada.

Paula Gareya “encontrava-se internada na unidade de cuidados paliativos de Nossa Senhora da Arrábida, onde faleceu na última madrugada”, disse à Lusa Graça Bessa, ex-diretora artística da Companhia de Dança Contemporânea (CêDêCê), que esteve sediada em Alcobaça e Óbidos, cujo corpo docente a bailarina integrou.

“Foi uma mulher notável, com um papel muito importante, quer como bailarina, quer como professora, e que demonstrou, até ao fim, uma coragem notável para enfrentar a doença”, disse Graça Bessa à Lusa.