O ex-presidente da EDP, e atual presidente da Fundação EDP, António de Almeida, morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos no Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO).

António de Almeida foi secretário de Estado de Mário Soares e era militante histórico do Partido Socialista.

Licenciado em economia, presidiu à União de Bancos Portugueses, trabalhou em Moçambique nos anos 60 e 70, e depois do 25 de abril, já em Portugal, liderou, entre outros, o Banco de Angola.