Uma menina lusodescendente de cinco anos, que tinha sobrevivido a um cancro, morreu na segunda-feira depois de ter ficado presa entre dois veículos, em Toronto, anunciaram as autoridades canadianas.

Camila de Almeida Torcato, aluna do jardim de infância da escola católica St. Raphael, em North York (Toronto), estava a sair da instituição de ensino, por volta das 15:30 locais, quando foi atingida por um veículo sem condutor", afirmou, em comunicado, a polícia de Toronto.

A menina e o pai estavam a caminhar na direção do carro estacionado, quando um outro veículo "deslizou na direção da ambos, prendendo os dois".

Camila foi transportada de emergência para um hospital de Toronto, mas não resistiu aos ferimentos. A menina tinha sobrevivido a um cancro, aos três anos, após a remoção de um rim.

O pai, de 42 anos, Amilcar Torcato, foi também transportado para um hospital, mas com ferimentos ligeiros e sem correr risco de vida.

Uma porta-voz da família agradeceu, através da rede social Facebook, os donativos enviados para ajudar nas despesas funerárias.

Na quarta-feira, a família tinha conseguido perto de 35 mil dólares canadianos (23 mil euros), através de uma plataforma 'online' de angariação de fundos para ajudar a família nas despesas dos serviços fúnebres.