Um homem, com cerca de 50 anos, morreu esta sexta-feira no rio Tejo, na zona de Samouco, em Alcochete. O homem de nacionalidade romena andava à apanha da amêijoa, uma atividade considerada ilegal. 

O homem morreu vítima de afogamento informaram os bombeiros voluntários de Alcochete:

Durante a tarde, os Bombeiros Voluntários de Alcochete foram acionados através do CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgente), para um afogamento na praia do Samouco, concelho de Alcochete.

O homem estava cerca de quatro quilómetros afastado da praia, na zona de lodo junto ao tabuleiro da Ponte Vasco da Gama. Os bombeiros ainda iniciaram o suporte básico de vida, mas sem sucesso.

Na chegada dos meios ao local, verificou-se que a vítima estava afastada cerca quatro quilómetros da praia, na zona de lodo junto ao tabuleiro da Ponte Vasco da Gama, tendo as equipas de socorro se deslocado apeadas até à vítima, iniciando-se o suporte básico de vida", referem os bombeiros em comunicado.

Ainda não são conhecidas as causas do afogamento. Com o homem de 50 anos estava outro, também estrangeiro, que entrou em choque com a morte do colega.

Os bombeiros tiveram o apoio de outras entidades de socorro, uma vez que os acessos ao local eram difíceis, incluindo um helicóptero Merlin EH 101, da Força Aérea.

No local estiveram os bombeiros de Alcochete, GNR, VMER do Hospital do Barreiro, Policia Marítima e um meio aéreo da base aérea do Montijo, num total de 23 operacionais confirmou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal à agência Lusa.