Duas portuguesas morreram, esta madrugada, na sequência de uma colisão frontal entre um automóvel e um camião, em Fuentes de Oñoro, Salamanca, em Espanha.

Fontes da Guarda Civil espanhola indicaram à agência noticiosa Efe que o sinistro ocorreu pouco antes da uma da manhã ao quilómetro 350 da Autoestrada de Castilla, a cinco quilómetros da fronteira com Portugal, ponto onde acaba a autoestrada e se inicia a estrada N-620.

Além das duas vítimas mortais, uma mulher, com 30 anos, natural de Macieira da Lixa, em Felgueiras, e outra com 68 anos, natural de Castelo, Sertã, três outras pessoas ficaram gravemente feridas no acidente, todas de nacionalidade portuguesa.

Os três portugueses feridos com gravidade no acidente são o condutor do veículo ligeiro, com 37 anos, residente na Sertã, e um homem de 32 anos e a irmã, de 29 anos, também naturais da Sertã, distrito de Castelo Branco.

O condutor do veículo pesado também envolvido no acidente, um homem com 32 anos, residente no Carregado, Alenquer, sofreu ferimentos ligeiros, de acordo com informação da GNR.

De acordo com fonte da Guarda Civil de Salamanca, os três portugueses feridos gravemente no acidente foram transportados para os hospitais de Virgen Vega e Clínico Universitário de Salamanca.

Os cinco acidentados - as duas vítimas mortais e os três feridos com gravidade - viajavam num automóvel Opel Vectra, de matrícula portuguesa.

O acidente ocorreu ao início da madrugada, ao quilómetro 350 da Autoestrada de Castilla, a cinco quilómetros da fronteira com Portugal, ponto onde acaba a autoestrada e se inicia a estrada N-620.

De acordo com a mesma fonte, as causas do acidente ainda não foram apuradas.