O jornalista Tolentino de Nóbrega morreu esta terça-feira, no Funchal, aos 63 anos, vítima de doença prolongada, disse à agência Lusa fonte da unidade de saúde onde estava internado.

Atualmente era correspondente do jornal Público na Região Autónoma da Madeira. Começou a sua carreira jornalística em 1972 como colaborador do jornal «Comércio do Funchal» e, entre 1974 e 1993, fez parte do corpo redatorial do «Diário de Noticias» da Madeira.

Licenciado em pintura pela Escola de Belas Artes da Madeira, o jornalista dedicou-se ainda ao ensino, tendo sido professor de Desenho e Geometria na Escola Secundária Francisco Franco.

Em 1998, foi distinguido com o Prémio Gazeta 1998 e, em 2006, foi condecorado pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, com a Ordem do Infante D. Henrique, grau Comendador.