Ao vivermos numa época em que a saúde e o bem-estar físico surgem como temas cada vez mais polémicos e com cada vez maior relevância, parece significativo desmistificar algumas ideias que podem ter sido erradamente concebidas.

1 - Os ovos fazem mal ao coração

Ainda que os ovos contenham uma elevada quantidade de colesterol na gema - cerca de 211 miligramas por ovo - e que o colesterol faça aumentar a probabilidade de vir a ter as veias e artérias colapsadas e, por conseguinte, problemas de coração, esta não é uma razão suficientemente forte para deixar de consumir ovos.

De acordo com um estudo da Universidade de Penn State, deve-se comer até um ovo por dia. Para a maioria das pessoas, a quantidade de colesterol que um ovo contém não tem impacto suficiente para fazer aumentar o colesterol na corrente sanguínea, uma vez que o organismo vai automaticamente compensar a sua própria produção de colesterol, reduzindo-a. 

2 - Os hidratos de carbono engordam

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Vermont, não há nada que indique que os hidratos de carbono engordam. O que, de verdade, engorda, é consumir demasiadas calorias, seja de que forma for.

Aliás, se não ingerir alimentos ricos em "hidratos bons" tais como leguminosas, frutas e vegetais, o seu corpo irá ressentir-se devido à falta de energia que estes nutrientes fornecem.

3 - Deve beber oito copos de água por dia

A quantidade recomendada para a ingestão de água é, tal como no caso anterior, relativa. Além de parte dessa quantidade poder ser obtida na comida, tenderá sempre a variar de pessoa para pessoa, de acordo com o tipo de atividade física que exerce, do tipo de alimentação que pratica, do seu estado de saúde e até do ambiente meteorológico onde se insere.

Não se sabe, na verdade, qual a origem desta ideia. A grande maioria da comunidade médica apela ao consumo de aproximadamente 2,5 litros de água por dia, o equivalente a oito copos de água. Todavia, segundo um estudo publicado no Jornal da Sociedade Americana de Nefrologia em 2008, ainda não foi encontrado qualquer benefício em beber elevadas quantidades de água.

Os potenciais benefícios investigados neste estudo remetiam para a possibilidade de haver um melhor funcionamento dos rins, a aparência de uma pele mais limpa e luminosa e menos dores de cabeça. Ainda assim, o estudo não conseguiu provar que a ingestão de muita água era um benefício para a saúde, nem o contrário.

4 - Perde-se a maior parte do calor corporal pela cabeça

Ainda que a cabeça seja das partes do corpo que mais frequentemente estão descobertas, estudos recentes vieram comprovar que a cabeça liberta tanto calor corporal como qualquer outra parte que esteja exposta.

5 - Deve tratar a febre com jejum e a constipação com comida

Na verdade deve, sempre que possível, alimentar-se bem. Enquanto durante as constipações o sistema imunitário está mais fraco e deve, por isso, ser fortalecido através da alimentação, a febre acelera o metabolismo e queima mais calorias. 

Já a ingestão de líquidos é essencial uma vez que tanto a febre como as constipações promovem a desidratação.

6 - Ler "às escuras" danifica a visão

Ainda que ler com pouca luz possa ser desafiante, dar dores de cabeça e até a sensação de vista cansada, um estudo realizado pela College of Optometrists revelou que é altamente improvável que a leitura em más condições de iluminação provoque danos permanentes na visão.