O Ministério Público abriu um inquérito-crime ao rapaz que ameaçou atirar cão pela janela e que partilhou as imagens do ato no Facebook.

A Procuradoria-Geral da República confirmou ao Público que há investigações em curso, na sequência das queixas apresentadas pela associação ANIMAL nos Ministérios Públicos de Loures e de Lisboa.

O Comando Metropolitano da PSP também garante que o cão foi retirado ao jovem e que está aos cuidados de uma associação, ao contrário do que uma mensagem num perfil do Facebook que alegava que o Ruca continuava com Gonçalo Correia. A PSP contraria a informação e admite que o perfil em causa deve ser falso.


 

Esta polémica gerou-se depois do jovem de 18 anos ter publicado um vídeo em que se filma a maltratar no cão e a pendurá-lo da janela do quarto, ameaçando atirá-lo.