O Ministério da Defesa da Coreia do Sul desistiu de instalar um centro de instrução de pilotagem avançada na Base Aérea n.º 11, em Beja, segundo informação do Governo português hoje divulgada.

A informação surge na resposta do Ministério da Defesa Nacional à pergunta do deputado do PS por Beja, Luís Pita Ameixa, sobre os projetos de instalação de um centro de formação avançada de pilotos da força aérea da Coreia do Sul e outro da força aérea do Canadá e o interesse dos Estados Unidos da América na Base Aérea n.º 11.

Na resposta, enviada hoje à agência Lusa, por Luís Pita Ameixa, o Ministério da Defesa Nacional informa que o Ministério da Defesa da Coreia do Sul comunicou a Portugal «não ser possível prosseguir com o projeto», «atendendo a alterações na estrutura superior do Estado sul-coreano», na sequência das eleições legislativas e presidenciais de 2012.

De acordo com o Ministério da Defesa Nacional, o projeto, que tinha sido apresentado ao Governo português, em 2010, pelo Ministério da Defesa da Coreia do Sul, propunha a instalação de um centro de instrução de pilotagem avançada na Base Aérea n.º 11.

O projeto foi «recebido com interesse» pelo Governo e objeto de coordenação entre vários setores do Estado português e levou à criação de um grupo de trabalho, o qual «desenvolveu esforços no sentido de dar andamento ao projeto», indica o Ministério da Defesa Nacional.

Sobre o interesse dos Estados Unidos da América, o Ministério da Defesa Nacional refere que, em 2013, uma equipa técnica militar norte-americana realizou uma visita exploratória às instalações da Base Aérea n.º 11, em Beja, «não tendo sido possível ter desenvolvimentos sobre este tema».

Em relação ao interesse do Canadá, o Ministério da Defesa Nacional refere que a empresa canadiana «Discovery Air» apresentou, no final de 2011, um projeto para instalação de um centro de treino para formação avançada de pilotos na Base Aérea n.º 11, «tendo sido desenvolvidos com Portugal contactos e visitas exploratórias neste âmbito».

Na resposta, o Ministério da Defesa Nacional frisa que «o Governo continua empenhado em encontrar projetos que permitam uma valorização da Base Aérea n.º 11» e da região de Beja.