A GNR resgatou hoje 26 pessoas na ilha de Ro, junto à fronteira turca no mar Egeu, no âmbito da missão da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (FRONTEX).

O resgate ocorreu durante uma ação de patrulhamento marítimo, tendo os militares detetado uma embarcação de borracha, que apresentava problemas nos flutuadores, a naufragar junto a uma zona rochosa, encontrando-se os migrantes nas referidas rochas; no local encontravam-se 21 migrantes provenientes do Iraque, da Síria e do Kuwait", lê-se no comunicado da GNR, que dá conta de que o total de pessoas resgatadas é de 26, entre os quais estão 11 crianças e oito mulheres.

"Os migrantes foram resgatados em segurança para a embarcação da UCC, sendo posteriormente encaminhados para as autoridades locais, a fim de serem cumpridos os procedimentos legais", acrescenta a nota da GNR, adiantando que o resgate foi efetuado por elementos da sua Unidade de Controlo Costeiro.

O principal objetivo desta operação FRONTEX é prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento, conclui o comunicado.