Um homem de 65 anos, de Santa Cruz, Torres Vedras, matou a tiro um amigo, alegadamente por quezílias entre ambos devido a um terreno agrícola que partilhavam. Fonte policial adiantou à Lusa que, pelas 20:20, o posto da GNR de Santa Cruz foi informado de um homicídio junto à praia da Mexilhoeira, em circunstâncias ainda por apurar.

Segundo as autoridades, por alegadas quezílias relacionadas com um terreno agrícola, alugado e partilhado por ambos, o agressor, de 65 anos, reformado, disparou um tiro com uma arma de fogo, atingindo no peito o amigo, de 43 anos. De acordo com a mesma fonte, a vítima teria dito ao amigo que queria ficar sozinho com o terreno e tê-lo-ia ameaçado de não o deixar entrar na propriedade.

Durante a tarde, a mulher do agressor avisou a GNR de que o marido tinha saído com a arma, mas quando chegou ao local, o homem tinha acabado de disparar sobre o amigo. A vítima, ainda com vida, foi transportado pelos bombeiros de Torres Vedras para a urgência do hospital local, mas veio a falecer pelo caminho. O suspeito acabou por fugir para terrenos limítrofes, mas, após buscas da GNR de Santa Cruz, acabou por ser detido na posse da arma do crime.

O caso vai continuar a ser investigado pela Polícia Judiciária.

O homem deverá ser presente na terça-feira ao juiz de instrução criminal do Tribunal de Torres Vedras, apar atribuição de medidas de coação, que poderão ir até à prisão preventiva.