O tempo quente e seco vai manter-se pelo menos até domingo, prevendo-se para este dia temperaturas na generalidade do território abaixo dos 30 graus Celsius, disse à agência Lusa a meteorologista Patrícia Gomes.

Vamos continuar com tempo quente e seco. Para hoje prevê-se céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco do quadrante leste, soprando com mais intensidade nas terras altas e está também prevista uma pequena subida da temperatura máxima”, adiantou a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Devido ao tempo quente seco, o IPMA vai manter o risco de incêndio para alguns distritos do continente.

De acordo com Patrícia Gomes, no fim de semana vai notar-se uma pequena diferença no que diz respeito às temperaturas, prevendo-se uma descida ligeira nas regiões do Norte e Centro devido à entrada de uma massa de ar mais frio.

No entanto, segundo a meteorologista, continua a prever-se céu pouco nublado ou limpo, vento fraco a moderado ainda a predominar do quadrante leste e a soprar moderado a forte nas terras altas e ausência de precipitação.

“No que diz respeito às temperaturas, na região Norte, para hoje a subida varia entre os 4 e os 6 graus e amanhã [sábado] descem os 4 a 6 graus que subiram hoje. No domingo, vamos ter uma pequena descida da máxima de 02/03 graus em quase todo o território”, disse.

De acordo com Patrícia Gomes, no domingo devido à descida da temperatura, já se prevê que o território fique com temperaturas máximas abaixo dos 30 graus Celsius.

Na segunda-feira, prevê-se céu pouco nublado ou limpo e vento moderado a forte nas terras altas”, indicou.

A meteorologista do IPMA adiantou que, de acordo com a informação que existe neste momento, existe uma possibilidade de a precipitação regressar a partir de dia 3 de novembro.

Quatro concelhos em risco máximo de incêndio

 Quatro concelhos dos distritos de Portalegre, Castelo Branco e Guarda apresentam esta sexta-feira risco máximo de incêndio, indica o IPMA.

De acordo com o Instituto, em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Gavião e Marvão (Portalegre), Penamacor (Castelo Branco) e Sabugal (Guarda).

O IPMA colocou também vários concelhos dos distritos de Faro, Beja, Portalegre, Santarém, Castelo Branco, Guarda, Viseu, Aveiro, Porto, Bragança, Lisboa, Coimbra, Setúbal e Vila Real em risco muito elevado e elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o ‘reduzido’ e o ‘máximo’.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.