O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta sexta-feira céu geralmente muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir do início da manhã na região sul e a partir do início da tarde nas regiões norte e centro.

Estão previstos períodos de chuva fraca nas regiões norte e centro, em especial no Minho e Douro Litoral, até ao meio da tarde.

O vento será fraco (inferior a 15 km/h), soprando moderado (15 a 30 km/h) do quadrante sul no litoral a norte do Cabo Mondego, até ao final da tarde.

O IPMA prevê ainda neblina ou nevoeiro matinal e uma pequena subida da temperatura, em especial da máxima.

Nos Açores e para o grupo ocidental e central, o IPMA prevê períodos de céu muito nublado, com abertas, aumentando de nebulosidade a partir da tarde, e aguaceiros durante o dia e períodos de chuva a partir da noite.

O vento será de oeste moderado a fresco (20/40 km/h) com rajadas até 55 km/h, rodando para sul.

Já para o grupo oriental, estão previstos períodos de céu muito nublado, com boas abertas a partir da tarde, com aguaceiros fracos durante a madrugada e manhã.

O vento soprará de sudoeste moderado a fresco (20/40 km/h), com rajadas até 50 km/h, soprando de oeste durante a tarde.

Para a Madeira, o IPMA calcula períodos de céu muito nublado e vento fraco (inferior a 15 km/h).

Quanto às temperaturas, em Lisboa estas vão oscilar entre 18 e 24 graus Celsius, no Porto entre 18 e 21, em Braga entre 17 e 22, em Viana do Castelo entre 17 e 20, em Vila Real entre 14 e 20, em Bragança entre 13 e 18, em Viseu entre 12 e 19, em Coimbra entre 17 e 23, na Guarda entre 12 e 16, em Castelo Branco entre 14 e 21, em Santarém e Leiria entre 15 e 24, em Évora entre 13 e 24, Beja entre 14 e 25, em Faro entre 16 e 23, no Funchal entre 18 e 24, em Angra do Heroísmo e Ponta Delgada entre os 15 e 19, e Santa Cruz entre 12 e 17.

Depois de uma semana em que o continente e ilhas dos Açores estiveram sob ‘Aviso Amarelo’ devido à precipitação, hoje o IPMA não emitiu qualquer aviso, em vésperas do sol regressar ao país e de a chuva dar tréguas.
 

Barra marítima de Esposende fechada à navegação


A barra marítima de Esposende encontra-se hoje fechada a toda a navegação e outras três estão condicionadas, de acordo com informação da Autoridade Marítima Nacional.

Segundo dados disponibilizados na página da Marinha Portuguesa na Internet, com atualização das 18:32 de quinta-feira, está fechada a toda a navegação a barra de Esposende, enquanto as barras de Povoa do Varzim, Vila do Conde e São Martinho do Porto estão condicionadas.

A barra de Póvoa do Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros e estas devem navegar apenas duas horas antes e até duas horas depois da preia-mar.

Já a barra de Vila do Conde está condicionada a embarcações de comprimento até 12 metros e/ou calado inferior a dois metros, que devem praticar a barra apenas no período compreendido entre duas horas antes e até duas horas após a preia-mar.

A barra de São Martinho do Porto encontra-se condicionada devido a assoreamento, devendo ser praticada apenas em preia-mar.
 

Faro sob 'Aviso Amarelo' devido à agitação marítima


O distrito de Faro vai estar sábado sob ‘Aviso Amarelo’, devido à previsão de agitação marítima, com ondas que podem chegar aos 2,5 metros.

Segundo o IPMA, o distrito de Faro vai estar sob ‘Aviso Amarelo’, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de agitação marítima, prevendo-se ondas de sueste, com dois a dois metros e meio, entre as 18:00 de sábado e as 18:00 de domingo.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, significa risco para determinadas atividades dependentes do estado do tempo.