Céu muito nublado, períodos de chuva e vento moderado em todo o país, são as previsões meteorológicas do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para domingo, dia de eleições.

No território continental, o IPMA prevê vento moderado, antecipando chuva "forte e persistente" a partir da madrugada, nas regiões do Minho e Douro Litoral, e a partir da tarde na região centro.

O vento será moderado, com rajadas de 20 a 35 quilómetros por hora do quadrante sul, soprando forte de 35 a 50 quilómetros por hora no litoral oeste, e por vezes com rajadas da ordem de 80 quilómetros por hora a norte do cabo Espichel, e “forte a muito forte”, por vezes com rajadas da ordem de 110 quilómetros por hora, nas terras altas.

O IPMA prevê ainda no território do continente, neblina ou nevoeiro em alguns locais, uma “subida da temperatura mínima e pequena descida da temperatura máxima”.

Na região da Grande Lisboa, o céu estará muito nublado, e registar-se-ão “períodos de chuva, por vezes forte a partir da tarde”, vento moderado a forte do quadrante sul, e uma subida da temperatura mínima, segundo a mesma fonte.

Idêntica previsão para o Grande Porto, com céu muito nublado, ”períodos de chuva, forte e persistente a partir da madrugada, vento moderado a forte, do quadrante sul, por vezes com rajadas da ordem de 80 quilómetros por hora” e uma subida da temperatura mínima.

Quanto ao estado do mar, na costa ocidental, prevê-se ondas de sudoeste com 1,5 a 2,5 metros, “aumentando para 3 a 3,5 metros a norte do Cabo Raso”, a temperatura da água do mar oscilará entre os 17º e os 19º Celsius.

Na costa sul, prevê-se ondas de sudoeste com um metro, aumentando para 1,5 metros, e a temperatura da água do mar nos 21º.

No arquipélago dos Açores O IPMA prevê para domingo, períodos de céu muito nublado com abertas e aguaceiros, que serão mais frequentes nos grupos central – ilhas Graciosa, Terceira, Faial, Pico e S. Jorge -, e Oriental – ilhas de S. Miguel e Santa Maria.

No grupo ocidental – ilhas das flores e Corvo – o vento soprará de “oeste fresco com rajadas de 30 a 40 quilómetros durante a madrugada, “tornando-se forte, 50 a 65 quilómetros com rajadas até 90 quilómetros por hora e rodando para noroeste.

No grupo central, o vento soprará de oeste moderado, “tornando-se muito fresco, com rajadas até 90 quilómetros por hora, para noroeste durante a noite, quanto ao grupo oriental o vento será moderado a fresco, soprando temporariamente de sudoeste e tornando-se muito fresco a forte, com rajadas até 80 quilómetro por hora.

Quanto ao estado do mar, no grupo ocidental, o IPMA prevê que será mar cavado, tornando-se alteroso, com ondas de noroeste de dois metros, “aumentando para seis metros”, e a temperatura da água do mar na ordem dos 22º.

No grupo central, prevê-se mar cavado, tornando-se grosso, com ondas de noroeste de 1,5 metros, aumentando para 5,5 metros, e a temperatura da água nos 22º.

Finalmente, no grupo oriental, a previsão do IPMA é de mar cavado, tornando-se grosso a alteroso, com ondas de oeste de 1,5 metros, “aumentando para 4,5 metros” e a temperatura da água nos 23º.

O dia eleitoral no arquipélago da Madeira será com céu muito nublado, aguaceiros, “que poderão ser por vezes fortes, em especial a partir da tarde”, e vento moderado de sudoeste, “tornando-se a partir da tarde, forte, com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora e forte a muito com rajadas da ordem de 110 quilómetros por hora nas terras altas, segundo o IPMA.

Quanto ao estado do mar, o IPMA prevê na costa norte, ondas de oeste com 1,5 a 2,5 metros, e na costa sul com ondas de sudoeste com 1,5 a dois metros, “aumentando para dois a três metros”.

A temperatura da água do mar deverá ser de 24º celsius.