O Natal vai ser molhado no continente e poderá vestir de branco a Serra da Estrela, segundo as tendências do estado do tempo avançadas hoje à Lusa pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A meteorologista do IPMA Joana Sanches disse à Lusa que a possibilidade de queda de chuva, na quarta-feira, nas regiões norte e centro, se estenderá, no dia 25, ao resto do território continental, mantendo-se, "ao que tudo indica", até 27 de dezembro.

De acordo com a fonte, "há uma probabilidade de que esta precipitação seja de neve" nas serras da Estrela e do Gerês, a partir do Dia de Natal e até, pelo menos, 27 de dezembro.

Quanto às temperaturas, "as máximas não vão ter grandes variações", oscilando, em média, entre os 15ºC e os 17ºC, no sul e no litoral norte e centro, e entre os 07ºC e os 10ºC, no interior norte e centro.

Já quanto às mínimas, vão subir, em todo o continente, quatro a cinco graus, de 23 a 25 de dezembro, descendo três a cinco graus no dia 26, nas regiões norte e centro, adiantou Joana Sanches.

No arquipélago da Madeira, onde não deverá chover, as temperaturas máximas rondarão os 19ºC, 20ºC, e as mínimas, os 15ºC a 17ºC.