Quinze distritos de Portugal continental vão estar esta quinta e sexta-feira sob aviso amarelo devido à agitação marítima, vento forte, precipitação e queda de neve.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar até sexta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima, com ondas de noroeste com 4 a 5 metros.

Por causa da previsão de vento forte de sudoeste com rajadas até 80 quilómetros por hora, podendo atingir os 100 nas terras altas, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Viana do Castelo, Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Aveiro e Braga a partir da noite de hoje e até à manhã de sexta-feira.

O IPMA colocou também os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga devido à previsão de períodos de chuva temporariamente forte passando a aguaceiros que podem ser de granizo e acompanhados de trovoada.

Este aviso de chuva vai ter início às 03:00 de sexta-feira e termina às 12:00 de sábado.

O Instituto emitiu ainda aviso amarelo para os distritos da Guarda, Viseu e Vila Real devido à previsão de queda de neve acima de 1.400 metros de altitude descendo gradualmente para regiões abaixo de 1.000 metros a partir das 03:00 de sexta-feira prolongando-se até ao final deste dia.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que há situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro do continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva fraca ou chuvisco, sendo por vezes moderada no Minho e Douro Litoral.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante oeste, tornando-se moderado a forte de sudoeste no litoral a norte do Cabo Carvoeiro para o final do dia, com rajadas até 70 quilómetros por hora no Minho.

Nas terras altas prevê-se vento moderado a forte de sudoeste, tornando-se forte, com rajadas até 90 quilómetros por hora, para o final do dia.

A previsão aponta ainda para uma pequena descida da temperatura mínima nas regiões do interior e neblina ou nevoeiro matinal.

No sul prevê-se céu geralmente muito nublado, com abertas no Algarve, possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco no Alto Alentejo e no litoral oeste, vento em geral fraco do quadrante oeste, sendo moderado a forte nas terras altas e neblina ou nevoeiro matinal.

Quanto às temperaturas, as mínimas vão oscilar entre os 5 (Guarda) e os 13 graus Celsius (Lisboa, Porto e Coimbra) e as máximas entre 12 (Viseu, Guarda e Portalegre) e os 20 graus (Faro).

Açores alertam para agravamento do estado do mar

A capitania do porto de Santa Cruz das Flores e a capitania do porto da Horta, nos Açores, alertaram esta quinta-feira para a possibilidade de se registarem ondas de cinco metros de altura, no próximo sábado.

“No grupo ocidental [Flores e Corvo] e nas ilhas do triângulo [Faial, Pico e São Jorge] a agitação marítima, de noroeste, poderá atingir os quatro metros de altura significativa ao longo do dia 5. Após uma breve melhoria, existe a possibilidade de que a agitação marítima, de noroeste, rodando para nor-noroeste, possa atingir cinco metros de altura significativa ao longo do dia 6”, adiantou Paulo Silva, capitão das duas capitanias, em comunicado de imprensa.

Face ao previsível agravamento do estado do mar, o capitão de fragata recomenda à comunidade marítima “a adoção de medidas de precaução, verificando e, se necessário, reforçando a amarração ou mesmo varando em lugar seguro as suas embarcações” e “a adoção e manutenção dum estado de vigilância na orla marítima e nos portos”.

Paulo Silva aconselha ainda à população em geral que se abstenha “da prática de passeios junto à costa e da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima” e que se mantenha “vigilante” junto à orla costeira.

As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) apontam para mar cavado em todas as ilhas dos Açores, na sexta-feira, com ondas de noroeste de quatro metros no grupo ocidental e ondas de noroeste de dois a três metros, aumentando para três a quatro metros nas restantes ilhas.

Para sábado, o IPMA prevê ondas de noroeste de quatro a cinco metros, diminuindo para três metros, nas Flores e no Corvo, e ondas de três a quatro metros, temporariamente de quatro a cinco metros no grupo central (Terceira, Graciosa, Faial, Pico e São Jorge).

Já nas ilhas do grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) estão previstas ondas de noroeste de três a quatro metros, temporariamente de cinco a seis metros.