A chuva vai afetar o território do continente até sábado, com agitação marítima e vento forte, prevendo-se depois descida da temperatura mínima, adiantou à agência Lusa o meteorologista Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em declarações à agência Lusa, Buno Café adiantou que a chuva vai cair hoje em todo o país, prevendo-se um agravamento na sexta-feira.

«Hoje vai ser um dia de céu muito nublado com períodos de chuva fraca ou chuvisco na região sul, tornando-se forte no Minho e Douro litoral a partir do final da tarde, queda de neve acima dos 1.400 metros», contou.


De acordo com Bruno Café, está também previsto vento forte com rajadas da ordem dos 90 quilómetros/hora nas terras altas e subida da temperatura mínima.

«Amanhã [sexta-feira] vai haver chuva em todo o território com maior intensidade nas regiões do norte e centro e em especial nas do litoral a norte do Cabo Mondego, havendo aviso amarelo para os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto de sexta-feira para sábado», adiantou.

O meteorologista do IPMA indicou também que a temperatura mínima vai subir hoje e sexta-feira, devendo baixar depois no sábado e domingo.

«No sábado ainda vamos ter períodos de chuva com alguma intensidade no litoral a norte do Cabo Mondego, passando a aguaceiros durante o dia. No domingo, vamos ter todo o território quase sem precipitação», disse.
Sete distritos do continente vão estar sob aviso laranja na sexta-feira e no sábado devido à previsão de agitação marítima, prevendo-se ondas até seis metros, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa vão estar sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de agitação marítima forte, prevendo-se ondas de noroeste com 5 a 6 metros.

O aviso laranja vai estar em vigor entre as 21:00 de sexta-feira e as 20:00 de sábado.

Aqueles sete distritos vão estar já a partir das 21:00 desta quinta-feira sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, passando depois às 21:00 de sexta-feira a laranja.

O IPMA colocou também sob aviso, mas amarelo (o terceiro mais grave de uma escala de quatro) os distritos de Setúbal, Beja e Faro devido à previsão de ondas de noroeste com 4 a 5 metros, entre as 12:00 de sexta-feira e as 20:00 de sábado.

A precipitação por vezes forte esperada para os próximos dias levou também o IPMA a emitir aviso amarelo para os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto entre as 12:00 de sexta-feira e as 06:00 de sábado.

O IPMA emitiu ainda aviso amarelo para os distritos de Bragança, Vila Real, Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Leiria e Setúbal devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 90 quilómetros/hora nas terras altas entre as 18:00 de sexta-feira e as 12:00 de sábado.

O aviso laranja corresponde a uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, enquanto o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes do tempo.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro céu muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte no Minho e Douro Litoral a partir do final da tarde, queda de neve acima de 1400 metros, subindo gradualmente a cota para os pontos mais altos da Serra da Estrela a partir do início da tarde e subida da temperatura mínima.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando moderado no litoral a partir do final da tarde. Nas terras altas o vento soprará moderado a forte com rajadas até 80 quilómetros/hora, em especial a partir do meio da tarde.

A barra marítima de São Martinho do Porto está esta quinta-feira encerrada à navegação e outras três estão condicionadas devido à agitação marítima, prevendo-se ondas até seis metros, informou a Marinha Portuguesa.

De acordo com Marinha, no seu site na Internet, a barra marítima da Figueira da Foz está fechada a embarcações de comprimento inferior a 11 metros.

A barra marítima de Póvoa do Varzim está aberta a embarcações com calado superior a dois metros, duas horas antes e duas horas depois da preia-mar, devido à previsão de agitação marítima.

A barra de Vila do Conde também está condicionada e a Marinha aconselha as embarcações até 12 metros de comprimento e/ou calado inferior a dois metros a praticar a barra no período compreendido entre as três horas antes e três horas após da praia-mar.

No sul, a previsão aponta para céu geralmente muito nublado, períodos de chuva fraca a partir do meio da manhã, vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando moderado no litoral oeste para o final do dia, sendo moderado a forte com rajadas da ordem dos 70 quilómetros/hora, em especial a partir da tarde e subida da temperatura mínima.

Quanto às temperaturas para esta quinta-feira, em Lisboa variam entre os 11 e os 16 graus Celsius, no Porto entre 8 e 14, em Bragança entre 4 e 10, em Viseu entre 6 e 11, em Vila Real entre 4 e 10, na Guarda entre 2 e 7, em Castelo Branco entre 7 e 15, em Évora entre 8 e 15, em Beja entre 8 e 16 e em Faro entre 8 e 18 graus, cita a Lusa.